A execução orçamentária das instituições de ensino superior no Brasil é complexa. Com três eixos principais de despesa (recursos humanos; financiamento de pesquisas e laboratórios; e investimentos estruturais e em melhoramentos) e algumas fontes de fomento, a gestão do dinheiro deve ser feita com precisão...