relatorios-de-producao

Produtividade técnico-científica: utilizando relatórios de produção com ou sem redundâncias

É sabido que vários processos e instâncias de avaliação de indivíduos e de coletivos, como, por exemplo, os que envolvem cursos de graduação ou de pós-graduação, grupos de pesquisa, unidades institucionais ou mesmo a própria instituição, consideram informações quali-quantitativas sobre a produção C&T dos indivíduos. Neste sentido, o uso de relatórios de produção com ou sem redundância de informações dependerá do objetivo e da natureza de cada avaliação.

Quando um gestor está comparando a produção de um grupo de indivíduos, por exemplo, é necessário considerar a produção de cada pessoa individualmente. Neste caso, os relatórios de produção gerados devem manter a redundância das produções, que ocorrem com frequência em função das co-autorias.

Mas quando um coordenador de um curso de pós-graduação deseja avaliar a produção do seu programa, as produções redundantes devem ser desconsideradas na análise sob pena dos números não refletirem a real situação do curso – este é o caso da avaliação dos programas de pós-graduação pela Capes, para exemplificar.

Em outras palavras, quando o gestor está avaliando indivíduos para, por exemplo, saber quem têm mais mérito para receber uma bolsa de pesquisas ou participar de um evento externo, é necessário observar a produção com redundâncias – afinal, um pesquisador não pode ter um trabalho desenvolvido em grupo descartado desta análise que vai observar tudo o que ele produziu em determinado período de tempo.

Por outro lado, os relatórios de produção C&T sem redundância são utilizados para avaliar um grupo de pessoas da IES ou mesmo toda a instituição. Este tipo de avaliação é utilizada para produzir o anuário da produção técnico-científica da instituição ou para avaliar o que foi produzido em um determinado período de tempo em um curso de pós-graduação, entre outras aplicabilidades.

A geração de relatórios de produção dessa natureza, a partir da inspeção, totalização e agrupamento dos dados dos currículos feita de maneira manual é trabalhosa, morosa e muito suscetível a erros. Mesmo que o profissional ou o grupo de profissionais envolvidos nessa árdua atividade sejam muito qualificados, eles investirão muito tempo para realizar este trabalho e, ao final, terão produzido uma “fotografia do passado recente”.

Isso porque enquanto ele(s) estiver(em) totalizando dados manualmente, é bem provável que os indivíduos que são objeto desta análise de dados estejam realizando novas produções e/ou atualizando seus currículos Lattes. É um verdadeiro “enxuga gelo”.

Assim, para que o gestor tenha em mãos informações atualizadas e confiáveis nos momentos de avaliação e tomada de decisão, faz-se necessário o uso de uma ferramenta tecnológica que realize automaticamente e com agilidade os agrupamentos e cruzamentos de informações adequados para cada instância de análise.

A Plataforma Stela Experta©, por exemplo, utiliza algoritmos para eliminar automaticamente a redundância das produções C&T, agrupando as que são semelhantes. Critérios distintos de agrupamento são utilizados e dependem do tipo de produção que está sendo analisada.

Como os agrupamentos são “virtuais”, ou seja, não alteram os dados originais preenchidos pelos indivíduos em seus currículo Lattes, o gestor poderá optar por gerar relatórios de produção com ou sem redundância em apenas um clique de mouse.

Na unidade de informação “Produção” basta acessar o conjunto de filtros denominado “Configurações adicionais” e na opção “Agrupamento de produções similares” selecionar o item desejado:

1) “Agrupar produções similares (retirar redundâncias)” – para obter relatórios sem redundância; ou

2) “Não agrupar produções similares (manter redundância)” – para obter relatórios que apresentam a produção individual de cada pessoa.

Por padrão, a Plataforma Stela Experta© apresenta relatórios de produção sem redundâncias sempre que o usuário selecionar um grupo de pessoas para analisar. Por exemplo, é possível utilizar um filtro de “Curso de atuação do autor”, selecionar uma determinada unidade no filtro “Lotação institucional do autor” ou mesmo indicar um conjunto de nomes de pessoas no filtro “Nome do autor”. Neste caso, o sistema entende que o usuário quer analisar o grupo como um todo e não os indivíduos.

No exemplo a seguir, apresentamos o relatório dos artigos publicados em periódicos no curso de Mestrado e Doutorado em Odontologia entre 2013 e 2016. Ele apresenta o panorama dos artigos publicados pelo programa no último quadriênio. Para tal, este relatório agrupa os artigos semelhantes dos coautores que atuam no programa e contabiliza apenas um item de cada produção no total apresentado, independente de quantos docentes do programa estão envolvidos no artigo.

O relatório apresenta um número sublinhado, na cor azul, no canto direito de cada produção que foi agrupada. No caso da primeira produção, por exemplo, o sistema está informando que outros 3 autores que atuam no programa registraram o mesmo artigo em seus currículos, mas apenas 1 artigo está contabilizado no total de 154 artigos produzidos no quadriênio. Este relatório serve, portanto, para avaliação da performance do curso de Mestrado e Doutorado em Odontologia e não a performance individual de cada docente no período.

No caso do gestor querer avaliar a performance individual ou mesmo comparar a produtividade de artigos em periódicos dos docentes do mesmo programa no quadriênio, basta que ele selecione a opção “Não agrupar produções similares (manter redundância)” no filtro “Agrupamento de produções similares” e gerar o relatório novamente.

O novo relatório apresenta um total de 229 artigos publicados pelos docentes que atuam no programa. Neste caso, se um mesmo artigo foi produzido em coautoria por 4 docentes do curso e cada um deles o registrou em seu CV-Lattes, no total estão contabilizados os quatro itens.

Além de contar com um relatório descritivo dos artigos publicados por cada um dos docentes no período, o gestor poderá facilmente comparar o total de artigos publicados por cada docente. Para tal, basta exportar o resultado do relatório clicando no botão “Exportar” e selecionando o item “Total de produções estratificadas por tipo de produção”. Em seguida basta indicar que deseja apresentar os nomes dos indivíduos nas linhas e os anos das produções nas colunas do relatório, conforme demonstrado na tela abaixo.

O relatório gerado apresentará os totais de artigos publicados por cada um dos docentes do programa em cada ano do intervalo indicado previamente pelo gestor na consulta.

Perceba que no exemplo acima selecionamos para análise apenas os artigos publicados em periódicos de um grupo de docentes que atuam em um determinado programa de pós-graduação. Mas com a diversidade de filtros disponibilizados pela Stela Experta© o gestor poderá fazer inúmeras análises distintas, considerando outros tipos de produções bibliográficas e técnicas, orientações, participação em bancas, além de poder utilizar critérios qualitativos para a estratificação da produção (como, por exemplo, o Qualis Periódicos da Capes e os fatores de impacto dos periódicos: JCR, SJR e Scopus h-index).

O gestor poderá, também, selecionar um conjunto específico de indivíduos para analisar, indicando uma lista de nomes de seu interesse ou selecionando a unidade ou campi onde eles estão lotados, por exemplo.

Enquanto a análise tradicional das informações curriculares, feita manualmente a partir do exame individual de todos os currículos Lattes dos docentes e pesquisadores da IES oferece um retrato do passado, a Plataforma Stela Experta© oferece uma visão privilegiada e atual do “filme” da produção da IES.

A radiografia feita pelo sistema facilita sobremaneira a análise da evolução da produção técnico-científica da instituição e confere mais assertividade, agilidade e confiabilidade para as análises e para a tomada de decisão dos gestores da IES.

 

Sem comentários

Postar um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/site/www/wp-includes/functions.php on line 3778

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/site/www/wp-includes/functions.php on line 3778