institutos-federais-ifsc

Gestão estratégica de CT&I em Institutos Federais: como o IFSC está fazendo

Fazer uma gestão estratégica de informações em instituições de ensino superior, baseada em análise de dados e produtividade dos docentes, é essencial para a evolução da qualidade do ensino, da pesquisa e das atividades de extensão. Em institutos federais não é diferente. Acompanhar indicadores, como volume e qualidade da produção científica, auxilia significativamente para o desenvolvimento da instituição e da comunidade em seu entorno.

Utilizar soluções tecnológicas de apoio à geração de relatórios e indicadores é o melhor caminho para alcançar uma gestão eficiente, ágil e transparente. Isso é o que tem ocorrido no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), desde a adoção da plataforma Stela Experta©. Confira o depoimento do chefe do Departamento de Inovação do IFSC, Prof. Dr. Eng. Luiz Henrique Castelan Carlson, e entenda como a solução tem apoiado a instituição na prática:

“A implantação da plataforma Stela Experta© no Instituto Federal de Santa Catarina vem proporcionando uma série de benefícios para a gestão e a promoção da pesquisa na nossa instituição. Passamos a monitorar as atividades de pesquisa e o volume de produção científica e tecnológica (C&T) dos nossos docentes de forma muito dinâmica e atualizada, contribuindo para uma gestão mais eficiente da pesquisa e melhor definição de políticas institucionais.

Os dados extraídos do Stela Experta© vêm sendo utilizados para definir a pontuação dos docentes participantes de editais internos de fomento à pesquisa, tornando mais justa e transparente a seleção dos projetos contemplados. Realizar o mapeamento de competências por meio do Stela Experta© tem permitido ao IFSC direcionar de forma objetiva a divulgação de editais e demais oportunidades de captação de recursos externos, cujas propostas são consequentemente mais qualificadas, resultando num maior índice de aprovação de projetos.

Graças ao Stela Experta© foi possível avaliar o histórico da produção científica e tecnológica do IFSC ao longo dos últimos anos. Importante destacar que esta avaliação pode ser feita considerando a produção C&T antes ou depois do ingresso do servidor na instituição. Com base nos dados obtidos a partir do Stela Experta©, o IFSC desenvolveu uma planilha eletrônica capaz de quantificar a produção científica e tecnológica de seus docentes, permitindo realizar a identificação de grupos de pesquisadores de uma determinada área de conhecimento com potencial para criação de cursos de pós-graduação de acordo com os critérios adotados pela CAPES”.


Prof. Dr. Eng. Luiz Henrique Castelan Carlson

Chefe do Departamento de Inovação
Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação – PROPPI
Instituto Federal de Santa Catarina – Reitoria


::: Confira mais informações sobre o case IFSC

 

Sem comentários

Postar um comentário