programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela

Como medir a contribuição científica dos docentes em um programa de pós-graduação

Como sabemos, a produção técnico-científica de um programa de pós-graduação tem um peso importante nas avaliações quadrienais promovidas pela Capes. Por isso, para um curso que pretende ser reconhecido pela qualidade do seu ensino e da sua pesquisa, é fundamental medir o impacto da produtividade de cada docente no programa ao longo do período da avaliação e, com essas informações, tomar as melhores decisões para maximizar a produtividade qualificada do grupo.

Dessa forma, conhecer o perfil da produtividade técnico-científica dos docentes que integram os programas de pós-graduação da IES é muito importante para os pró-reitores e coordenadores de PG, especialmente quando um docente deixa o programa ou quando um novo professor deve ser escolhido para integrar o corpo docente. Os gestores têm o desafio de medir, antecipadamente, o impacto dessa mobilidade em termos de agregação ou perda de produtividade para o curso.

Como a tecnologia ajuda na avaliação dos docentes

Para analisar a contribuição dos docentes de um programa de pós-graduação, o gestor deverá tabular a produção técnico-científica de cada um dos professores do curso.

Sem a tecnologia como aliada, essa análise acaba sendo feita de forma individualizada, analisando-se manualmente o currículo Lattes de cada professor bem como a qualidade de suas contribuições (via consulta ao Qualis Periódicos) em determinado período de tempo. Com o auxílio de uma solução tecnológica, essa avaliação fica muito mais fácil, ágil e confiável!

Por meio da Plataforma Stela Experta©, solução que apoia as IES na gestão estratégica de informações em CT&,I, garantindo mais rapidez e confiabilidade aos processos de geração de indicadores, relatórios, avaliação da produção e das expertises da instituição, os gestores de PG poderão realizar essa análise de forma muito simples e rápida. A seguir, analisaremos alguns exemplos utilizando a Plataforma como insumo para as análises.

Para iniciar, o gestor deve selecionar a opção “Quem são as pessoas da instituição?” no módulo “Pessoas” da plataforma. Em seguida, deve escolher dentro da seção “Informações da instituição” o curso de pós-graduação que será analisado.

No exemplo a seguir, foi selecionado o curso de “Mestrado e Doutorado em Odontologia”, por meio do filtro “Curso de atuação”, e apenas seus docentes permanentes para esta análise, por meio da opção “Professor” do filtro “Perfil no curso” (figuras 1 e 2). Assim, encontramos rapidamente as nove pessoas que atuam como docentes permanentes no curso de Odontologia.

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura1

Figura 1 – Filtros da Plataforma Stela Experta© para selecionar o curso que será analisado e o perfil dos docentes que se pretende considerar na análise

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura2

Figura 2 – Pessoas que atuam no curso de Mestrado e Doutorado em Odontologia

 

Para conferir, por exemplo, a contribuição científica do grupo de nove professores do programa de pós-graduação em Odontologia no quadriênio de 2013 a 2016, o gestor da IES só precisa acessar o módulo “Produções” e selecionar a opção “Qual é o perfil das produções da instituição?” para mostrar as produções técnico-científicas do corpo docente do curso e aplicar o filtro “Ano de produção” com o quadriênio desejado, conforme ilustrado na Figura 3 a seguir.

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura3

Figura 3 – Indicadores que apresentam o perfil das produções geradas entre 2013-2016 pelos docentes do PPG em Odontologia

 

Dessa forma, o gestor perceberá que os docentes do PPG produziram no último quadriênio avaliado pela Capes um total de 154 artigos publicados em periódicos, 33 capítulos de livros, 4 livros, 36 trabalhos publicados em anais de eventos, já descontadas as redundâncias em função das coautorias.

O gestor poderá verificar facilmente qual é a distribuição dos artigos publicados em periódicos por estrato Qualis considerando a área de avaliação do programa. Para tal, basta ele acessar a seção “Informações de outras fontes” e utilizar o filtro “Qualis Periódicos”, indicando em seguida a área de avaliação de “Odontologia”.

Após aplicar este filtro, a plataforma apresentará um novo gráfico contendo a distribuição dos 148 artigos do programa publicados em periódicos com estrato Qualis entre A1 e C na área indicada, como é possível ver na Figura 4.

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura4

Figura 4 – Distribuição dos artigos publicados em periódicos entre 2013 e 2016 por estrato Qualis segundo a área de avaliação “Odontologia”

 

Utilizando a opção “Faça um comparativo entre as produções da instituição” e indicando a opção de comparação por “Curso de atuação”, o gestor terá imediatamente em mãos um raio x da performance individual de cada docente do programa ao longo da quadrienal. Será muito simples comparar e identificar quem são os docentes mais, ou menos, produtivos em cada ano e quem tem o maior número de publicações qualificadas.

A Figura 5 apresenta, por exemplo, a evolução temporal da produção de artigos de cada docente do PPG entre 2013 e 2016. No primeiro gráfico, identificamos facilmente que o professor José Freitas foi quem mais produziu artigos qualificados em todos os anos da quadrienal, tendo publicado 20 artigos somente em 2013.

Por outro lado, o segundo gráfico nos permite comparar os docentes em função do total de artigos publicados em cada estrato Qualis no mesmo período. Pode-se verificar que o professor José Freitas foi quem mais produziu artigos A1, por exemplo, tendo publicado 43 artigos nesse estrato.

Cabe salientar que a Plataforma Stela Experta© irá considerar automaticamente a produção com redundância na análise comparativa entre docentes e descartará as redundâncias quando a análise tratar do programa em si.

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura5

Figura 5 – Comparação do número total de artigos qualificados publicados pelos docentes do PPG por ano e estrato Qualis na área de avaliação “Odontologia”

 

Com o apoio da Plataforma Stela Experta©, o gestor poderá ainda simular o impacto na produtividade do PPG em função da saída ou da entrada de docentes no programa. Para facilitar as comparações futuras, pode-se exportar os indicadores de produtividade do grupo atual de docentes para uma planilha Excel.

Para exemplificar a saída de um docente, vamos retirar o nome do professor José Freitas Siqueira Júnior da lista dos docentes do PPG em Odontologia por meio do filtro “Nome do autor”, conforme ilustra a Figura 6.

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura6

Figura 6 – Exclusão de um professor da lista de docentes do PPG em Odontologia

 

Aplicando o filtro após a retirada do professor do grupo, imediatamente o gestor da IES perceberá o impacto da saída desse docente em todos os indicadores apresentados pela Plataforma Stela Experta©. Exportando-se os resultados para uma nova planilha Excel, ficará ainda mais fácil comparar a produção científica qualificada do programa com e sem o docente em questão.

Analisando a distribuição dos artigos publicados em periódicos por estrato Qualis, podemos perceber, pelos resultados apresentados nas figuras 7 e 8 a seguir, que a saída do professor José Freitas reduziria significativamente a produção de artigos com Qualis A1 e A2 no período em análise.

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura7

Figura 7 – Distribuição dos artigos publicados em periódicos entre 2013 e 2016, por estrato Qualis, pelos nove docentes que integram o PPG em Odontologia

 

O gráfico acima informa que o programa teria produzido 59 artigos A1 e 21 artigos A2 no período considerando a participação do professor José Freitas. Conforme ilustra a Figura 8, sem a participação desse docente o programa teria produzido 52 artigos A1 e 20 artigos A2 no mesmo período.

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura8

Figura 8 – Distribuição dos artigos publicados em periódicos entre 2013 e 2016 pelos docentes que integram o PPG em Odontologia, por estrato Qualis, sem a participação do professor José Freitas

 

Ou seja, no quadriênio analisado o número de artigos Qualis A1 e A2 do PPG em Odontologia sem o professor José Freitas seria reduzido de 80 para 72 artigos. No total, o curso teria perdido 10 artigos com Qualis A e B no último quadriênio sem a presença desse professor.

É importante observar que a Plataforma Stela Experta© computará na redução do total de artigos apenas os itens que o professor José Freitas produziu sozinho e/ou com pessoas que não integram o PPG em Odontologia. Ou seja, toda a produção dele feita com outros docentes que integram o mesmo programa continuam sendo computadas, mesmo após o seu nome ser excluído na lista de professores.

A partir de análises como essa, o coordenador do programa de pós-graduação poderá ainda localizar docentes que tenham perfil de produção científica capaz de impactar positivamente os indicadores do PPG.

Essa busca pode ser feita de diferentes maneiras na plataforma, que vão desde a inclusão do currículo de determinado docente que se deseja avaliar mas que ainda não faça parte do quadro da IES (basta ter o seu nome e o CPF) até mesmo utilizando-se os diversos filtros disponíveis na plataforma para selecionar os docentes com perfil adequado.

O gestor poderá, por exemplo, identificar os docentes doutores da sua instituição que trabalham com temas relacionados às pesquisas do PPG. Para isso, na unidade “Pessoas”, basta selecionar no filtro “Titulação máxima” o item Doutorado e digitar um ou mais termos no filtro “Buscar por”, indicando em quais partes do CV dos docentes os termos devem ser pesquisados.

Um exemplo de busca pode ser a procura por docentes doutores que trabalham com o tema “endodontia” em suas “Produções C,T&A”, “Linhas de pesquisa” e “Disciplinas ministradas”. Essa busca retornará 20 pessoas para serem analisadas quanto ao impacto que poderão trazer ao PPG em Odontologia em função de sua produtividade científica (Figura 9).

 

programa-de-pos-graduacao-contribuicao-docentes-como-medir-stela-figura9

Figura 9 – Doutores da IES que mencionaram o termo “endodontia” em seu currículos nas “Produções C,T&A”, “Linhas de pesquisa” ou “Disciplinas ministradas”

 

Pelo resultado das análises exemplificadas neste post, fica claro que a Plataforma Stela Experta© facilita e agiliza o processo de avaliação da contribuição científica dos docentes de um programa de pós-graduação, assim como apresenta resultados importantes para que os gestores das IES entendam com profundidade a dinâmica da produção técnica-científica de cada curso e o impacto da mobilidade de docentes na produtividade durante o desenrolar de uma quadrienal, de modo a serem mais assertivos na simulação de APCNs e nas contratações de novos docentes.

Com a Plataforma Stela Experta©, os gestores poderão facilmente simular e verificar antecipadamente a contribuição dos docentes que estão concorrendo a uma vaga para a IES/PPG e ter uma boa ideia do que esperar desses docentes a partir de sua contratação.

Salientamos que a Plataforma Stela Experta© importa diretamente da Plataforma Sucupira os dados dos programas de pós-graduação da IES e dos docentes/discentes a eles vinculados, evitando que a IES tenha retrabalho para registrar esses dados na nossa solução.

 

Sem comentários

Postar um comentário