Unioeste

Cenário inicial

A Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) trabalhava de forma manual duas demandas importantes da IES. A primeira envolvia o processo de gestão da iniciação científica. A concorrência envolvendo as bolsas era feita através da pontuação do currículo Lattes dos professores. O comitê institucional do PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica) da Unioeste avaliava currículo por currículo e computava a distribuição dos artigos por estrato Qualis de cada docente.

Todo esse processo era feito manualmente, o que exigia um grande tempo de análise e esforço dos avaliadores. O comitê trabalhava cerca de dois meses, desde a abertura do edital até o final do processo de avaliação.

A segunda demanda envolvendo os currículos Lattes estava ligada à avaliação dos cursos de pós-graduação. Aos poucos foram surgindo solicitações para a abertura de novos programas de pós e a Unioeste precisava quantificar a produção de seus docentes. Novamente toda esta avaliação era feita individualmente de forma manual e depois tabulada em planilhas eletrônicas.

Com a solução Stela Experta©

No início de 2013 a Unioeste resolveu investir em uma solução que pudesse agilizar os processos de análise e gestão do PIBIC e dos cursos de pós-graduação. No caso da iniciação científica, a Universidade integrou seu sistema de avaliação de propostas com o serviço web de totalização de dados curriculares da plataforma Stela Experta©.

Após essa integração a comissão de avaliação do PIBIC da Unioeste passou a receber automaticamente, no momento da análise da proposta, o total de produções de cada proponente, incluindo a estratificação dos artigos pelo Qualis e o total de pontos de cada professor, segundo as regras e pesos definidas para o edital. Essa totalização de dados é feita de forma automática e on-line, economizando muito tempo dos avaliadores e proponentes, e confere mais credibilidade e transparência a todo processo, tendo em vista que a possibilidade de erros de tabulação das informações foi mitigada com o fim do trabalho manual.

Antes da integração com a plataforma Stela Experta©, os próprios professores apresentavam os totais de sua produção C&T e sua pontuação no momento da submissão da proposta e a comissão PIBIC analisava e pontuava manualmente os currículos dos proponentes. A soma apresentada pelos proponentes quase nunca coincidia com a conferida pelo comitê. Esse problema acabou com a adoção da Stela Experta©, uma vez que as totalizações das produções e cálculo da pontuação passaram a ser realizadas automaticamente pelo sistema.

A Stela Experta© também facilitou bastante o processo de análise e gestão dos cursos de pós-graduação. A Unioeste utiliza a ferramenta para prospectar os docentes que têm uma boa produtividade científica e que poderiam almejar abrir um novo curso de pós-graduação. Também dá subsídios para que um determinado grupo docente que pretende submeter uma APCN possa conhecer de forma detalhada qual é a produção atual deste coletivo, já estratificada pelo Qualis Periódicos da área de avaliação correspondente.

Com estes recursos a Unioeste consegue, de maneira muito mais fácil e ágil, identificar que propostas de pós-graduação atendem os requisitos para novos cursos ou para elevar o seu nível de avaliação na Capes – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Outra vantagem da implantação da Stela Experta© na Unioeste é que a instituição, que abriga cinco campi em diferentes cidades, agora tem muito mais facilidade para localizar especialistas em um determinado tema quando ela é demandada pelo mercado.

Benefícios destacados pela Universidade

Agilidade, credibilidade e transparência no processo de avaliação e seleção de bolsas PIBIC

Melhora no índice de aprovação de novos cursos de pós-graduação com envio de propostas mais completas para a Capes

Evolução no acompanhamento da produção docente e facilidade na hora de preencher os dados na plataforma Sucupira

Depoimento do cliente

Outros cases

Faça o teste gratuito!